skip to Main Content

Minha história

Ajudar pessoas, trabalhar com pessoas – descobri que esse é o meu dom.

Desde jovem lembro-me de gostar de ajudar o outro, era algo que vinha de dentro de mim e que me causava grande satisfação. A escolha pelo curso de Fonoaudiologia retratava isso, só que não era bem a área que gostaria de seguir, por isso trabalhei na profissão por pouco tempo.

A vida me levou a vários lugares e experiências, exerci funções em setores que não me identifiquei muito bem e tinha a sensação de que faltava um “algo a mais”. Sabia que poderia ser mais útil ajudando as pessoas e foi então que decidi seguir meu coração. Foi através do meu próprio discurso – “Devemos fazer o que realmente gostamos!” – que um dia despertei.

Esse despertar foi fundamental para começar a escrever a minha história profissional.

O ramo da terapia era um caminho, mas não queria praticar uma terapia convencional. Tinha que ser algo em que pudesse interagir com o outro, orientar, ajudar a organizar as ideias e buscar alternativas, aplicar técnicas para proporcionar mais bem-estar…

Pesquisei e me interessei pela área da Terapia Holística que, para quem não sabe, engloba várias técnicas complementares (algumas milenares) e cujo foco é trabalhar o indivíduo de maneira completa: corpo, mente, sentimentos, emoções, alma/espírito e energia. Ou seja, para que haja um equilíbrio, todas essas áreas são relevantes e merecem atenção.

Segui minha intuição para escolher os cursos que mais me identificava e, no início de 2019, comecei a trabalhar com a técnica Reiki. Mais tarde acrescentei a Aromaterapia e percebi o quanto me sentia feliz ao proporcionar uma sensação de bem-estar às pessoas que atendia. Foi um divisor de águas na minha vida, pois aos poucos deu para perceber que estava no caminho certo – ajudar o próximo era mesmo a minha missão.

Tinha vários planos em mente para 2020, mas por volta de março, muita coisa mudou na vida de toda a humanidade. Uma pandemia provocada por um vírus desconhecido e agressivo me fez rever muitos conceitos. Sem vacina ou remédios, todos tiveram que se adaptar a um novo tipo de comportamento: distanciamento social e cuidados para evitar a transmissão. Apesar de muitos temerem a mudança, desde o início da pandemia busquei manter a tranquilidade. Talvez por já vir trabalhando um lado mais flexível, para conseguir me adaptar ao “novo” sem grandes sofrimentos e por ter consciência da importância do autocuidado para uma vida mais saudável.

E foi assim, enxergando as mudanças e meu papel num momento tão conturbado, que busquei realizar o sonho de escrever um livro. A publicação do primeiro livro foi apenas o início de um novo trabalho que desencadeou em novos livros e vários projetos sociais.

Conheça todos os projetos nesse site e, se tiver interesse em algum, estarei à disposição!

Um forte abraço,

LuNagao

Back To Top